Foto: MST

Indígenas de Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, acusam o deputado federal Ricardo Salles (PL-SP) de intimidação. O caso ocorreu durante visita do parlamentar à Terra Indígena Barra Velha, em uma comitiva da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do MST, o que incluía um parlamentar denominado Luciano Zucco (Republicanos-RS), informou o Radar News, parceiro do Bahia Notícias. Os dois são relator e presidente da CPI citada.

Vídeos que circulam pelas redes sociais mostram Salles discutindo com indígenas, dizendo que a propriedade tinha sido invadida, fala que foi contestada pelo grupo. Por meio de nota, o MST afirmou que os deputados mentiram, informando que a diligência teria acabado, “porém construíram uma agenda no Território Barra Velha, onde vivem os povos indígenas Pataxó, no município de Porto Seguro”.

O restante dos integrantes da comitiva não teria sido informado sobre essa visita. Segundo o cacique Zeca Pataxó, coordenador do Movimento Indígena da Bahia (Miba), as lideranças locais e a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) também não foram avisadas que a comitiva iria às aldeias. (BN)