Secom/PR

Circula nas redes sociais publicações segundo as quais o presidente Lula (PT) pretende isentar de impostos apenas o pescoço e o pé de frango ao incluir as proteínas na lista da cesta básica. Uma das publicações dissemina a informação falsa: “Governo Lula isenta pé de frango e pescoço de impostos assim acreditando que reduzirá a fome e todos terão carne na mesa mais vai aumentar os preços das demais carnes no Brasil”. Outra ainda afirma: “PESCOÇO DE FRANGO SERÁ ISENTO DE IMPOSTO, E O PÉ TAMBÉM”.

A fake news distorce uma entrevista do presidente ao UOL, em 26 de junho, quando o petista defendeu a inclusão de carnes mais populares na cesta básica ao ser questionado sobre o aumento da inflação dos alimentos em 2024. A notícia falsa dá a entender que Lula isentaria apenas pé e pescoço de frango, considerados cortes menos nobres da ave.

Mas não foi isso que o presidente disse na entrevista —em que Lula defende isentar a carne de frango de uma maneira geral, o que inclui cortes nobres e menos nobres. Ele também defendeu imposto zero para outras proteínas, como ovo, músculo, acém e coxão mole.

“Agora vamos discutir, por exemplo, a política tributária. Vamos discutir quais dos itens a gente quer que não paguem imposto de renda e quais que quer. Então, eu acho que tem que separar, mesmo na questão da carne. Os empresários querem que você isente toda a carne. Eu acho que a gente tem que mediar. Você tem carne que é consumida só por gente de padrão alto e tem a carne que o povo consome. Então, você pode fazer a separação. A carne de frango, você não vai taxar frango, a carne de frango é o que o povo come. Todo dia, pé de frango, pescoço de frango, peito de frango”.

A Cesta Básica Nacional é um conjunto de produtos que terão imposto zerado na reforma tributária, aprovada em 2023 no Congresso. Atualmente, a Câmara dos Deputados debate a regulamentação da reforma —e um dos itens é definir quais alimentos irão compor a cesta básica. O Ministério da Fazenda informou que a alegação sobre a tributação zero para pescoço e pé de frango, que tem circulado nas redes sociais, é falsa.

“Em recente fala, o presidente Lula expressou seu desejo pessoal de que as carnes mais consumidas pelos mais pobres sejam ainda mais desoneradas, passando da alíquota de 10,6% para a alíquota zero. O presidente fez referência a tipos de carnes – de aves, suínas ou certos cortes de carne bovina – e explicou que, em relação ao frango, não vale a pena separar por partes (pé, pescoço ou peito), o que, em relação ao boi, seria uma alternativa a se considerar”, explicou a pasta em nota.

Diferentemente do que aponta a fake news, o projeto de lei da reforma tributária não estabelece imposto zero para carnes e bovina e de frango. O texto atual estipula tributar esses produtos, mas com alíquota abaixo da padrão. G1