Billy Boss/Câmara dos Deputados

A ex-deputada federal Dayane Pimentel (União Brasil) usou as redes sociais, nesta sexta-feira, 5, para acusar o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), com quem rompeu em 2019, de ‘charlatanismo’. Em publicação, Dayane afirmou que o debate político só voltará a ser saudável quando Bolsonaro estiver preso, e disse que o líder da direita não é conservador, como prega. Em 2018, Dayane foi a única representante do bolsonarismo eleita para a Câmara Federal pela Bahia, pelo extinto PSL, mas rompeu em seguida. “Um candidato que mereça confiança tem que tá longe de Bolsonaro. Um debate equilibrado, saudável e em torno de ideias só acontecerá quando o inelegível estiver na cadeia. Bolsonaro não é de direita, é um charlatão. Bolsonaro não é conservador, é falso moralista. Quem é de direita apoia vacinas, cultura, investimentos, respeito ao próximo, por exemplo”, escreveu.