Foto: Feijão Almeida/GOVBA

O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), comentou sobre a pesquisa Atlas Intel em parceria com o A Tarde, que apontou que o governo do petista é desaprovado por 53% dos soteropolitanos. Durante a entrega do Bahia Pela Paz, na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o governador destacou que “não rejeita pesquisas”, e que, a partir disso, está mobilizando sua equipe para entender os dados.

“Às vezes, a pesquisa é feita em momentos ou em lugares que precisam ser naturalmente bem estudados. Eu não rejeito pesquisa. Eu respeito as pesquisas. Então, eu pedi para que minha equipe pudesse ver o que está acontecendo, aonde quer que seja, na Bahia inteira. […] A minha avaliação significa que o Estado não está bom naquela comunidade e eu preciso atuar. É com escola? Eu vou lá fazer escola, como estamos entregando. É saúde ou segurança pública? Eu tenho que cuidar. Se esse é um sinal para que eu possa aperfeiçoar meu governo, eu receberei com muita tranquilidade. E aonde acontecer alguma coisa que a pesquisa não traduza no real, eu também não vou deixar de mão, de respeitar o que a pesquisa apresenta para a gente”.

Além de Jerônimo, quem teve uma queda de popularidade na capital foi o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que antes era aprovado por 57% da população e agora caiu para 50% dos entrevistados. Jerônimo também comentou os números do presidente. “O que aconteceu agora com Lula? A pesquisa revelou uma queda da aceitação do presidente. Lula está analisando o que é que vai acontecer para que a gente possa melhorar”, pontuou Jerônimo.