A Secretaria da Educação (SEC) é o órgão do Estado que está oferecendo o maior número de vagas para universitário pelo Programa Partiu Estágio 2023, uma ação estratégica do governo voltada à inserção dos jovens no mundo do trabalho. Das 5.917 oportunidades para universitários, lançadas no edital no último dia 25 de março, 3.865 vagas são direcionadas à pasta. O objetivo é garantir aos estudantes que estão cursando o Ensino Superior uma experiência no mundo do trabalho em sua área de atuação.

As inscrições foram iniciadas em 27 de março e serão realizadas pelo website do programa (www.programaestagio.saeb.ba.gov.br) até o dia 28 de abril deste ano. A relação dos municípios, dos órgãos e dos cursos com vagas também pode ser conferida neste site.

As oportunidades de estágio serão oferecidas em 58 órgãos estaduais, distribuídas em 267 municípios baianos, para 143 cursos de nível superior. São 4.403 vagas para o interior do Estado e 1.514 para a capital baiana. Os estudantes terão direito a bolsas de R$ 455, auxílio-transporte e 30 dias de recesso remunerado.

Vagas na SEC

As vagas direcionadas à SEC são identificadas a partir da consulta por demandas em cada um dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTEs), distribuídos em todo o Estado. Após o mapeamento para a verificação das necessidades em cada região, as solicitações são encaminhadas para a Secretaria da Administração do Estado (SAEB).

A estudante de Licenciatura em Pedagogia, Rafaela da Conceição Tavares, finaliza, em junho deste ano, o ciclo que ela mesmo classifica como enriquecedor, na Superintendência de Educação Profissional e Tecnológica (SUPROT) da SEC, onde há um ano participa do Partiu Estágio. “Estou, literalmente, bebendo da fonte. Além da qualidade do aprendizado, que se traduz em enriquecimento profissional, o acolhimento que tenho dos meus colegas, realmente, é maravilhoso. Considero um privilégio e esta experiência levarei para sempre por toda a minha trajetória”, declara.

Dinâmica

Além de estudar e residir no Estado, o candidato também deve possuir idade mínima de 16 anos e ter concluído, pelo menos, 50% do curso de graduação. Para quem está inserido no Ensino à Distância (EAD) é necessário que o curso seja localizado também no Estado. O estágio tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação, exceto para pessoas com deficiência, que poderão estagiar até o fim do seu curso.

Terão prioridade os estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), além daqueles que tenham estudado todo o Ensino Médio na rede pública ou com bolsa integral na rede privada. Serão reservadas, ainda, 10% das vagas para pessoas com deficiência, conforme Lei Federal n° 11.788/2008. Quem estagiou pelo período de um ano só poderá participar novamente se estiver matriculado em um curso diferente.