Agência Senado

O senador Otto Alencar (PSD) defendeu a vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, durante sessão da CPI da Covid-19 na manhã desta quarta-feira (26). A fala do parlamentar baiano foi em resposta à um posicionamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), durante visita ao estado de Roraima na terça-feira (15), onde defende o chamado tratamento precoce e coloca em dúvida a eficácia do imunizante criado na China, fazendo um contraponto da vacina americana Pfizer. “É bom que o povo brasileiro tome conhecimento de que isso é uma falácia. Ele [Bolsonaro] não tem conhecimento científico nenhum para falar sobre isso, ele não fez nenhuma pesquisa, não sabe exatamente o que significa fazer uma vacina. E a população que o segue pode tomar essa decisão de achar que a Coronavac não imuniza”, alertou. Otto afirmou ter sido imunizado com a vacina e disse que a presença dele no Senado é uma prova da eficácia do imunizante. “Eu, por exemplo, tomei as duas doses da Coronavac, estou com imunidade celular, inclusive estou aqui [no Senado] por isso. Tenho comorbidade, 73 anos e estou aqui para mostrar ao Brasil que essa mentira do presidente do República não pode se sustentar”, afirmou. Política Livre