gov ba

Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) teve nota elevada pela agência de classificação de risco Moody’s. A agência afirmou o rating corporativo da Embasa no nível AA-.br, enquanto as debêntures lançadas pela empresa no mercado foram classificadas como AA.br (2ª emissão) e AA-.br (3ª emissão). Conforme a Moody’s, a perspectiva da Embasa foi revisada de estável para positiva.

Para o presidente da Embasa, Leonardo Góes, essa conquista reflete a comprovação da capacidade econômico-financeira da empresa pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa), com ampliação do escopo regulatório para 344 municípios, incluindo Salvador. “Também contribuíram os expressivos resultados econômicos e financeiros da Embasa no período, com a elevação de 65% no lucro bruto, 52% no Ebitda e 82% no lucro líquido de 2022 para 2023”, destaca o presidente.

A avaliação de risco realizada pela Moody’s é um termômetro para o mercado financeiro, orientandos investidores quanto às companhias com melhores perspectivas e condições para investimento. Segundo a Embasa, a avaliação positiva fortalece as estratégias de captação de recursos da companhia, que pretende executar o maior plano de investimentos de sua história nos próximos anos.

“De 2024 a 2028, pretendemos executar cerca de R$ 10 bilhões em investimentos, mantendo métricas fortes de rentabilidade, liquidez e endividamento, e demonstrando solidez na geração de caixa rumo ao cumprimento das metas estabelecidas no marco legal do saneamento”, detalha a diretora Financeira e Comercial da Embasa, Marcela Lima. “Em especial, vamos trabalhar nos eixos de redução de perdas, avanço na cobertura do esgotamento sanitário e reforço da segurança hídrica, para ampliar o acesso e aprimorar cada vez mais a qualidade dos nossos serviços”, concluiu. A Tarde