É véspera de Carnaval em Salvador e o Vitória entrará em campo nesta quarta-feira (27), às 20h30, para defender a liderança do Campeonato Baiano. O duelo é com o Atlético de Alagoinhas, no Barradão, pela 7ª rodada do estadual.

O estádio rubro-negro não tem recebido um bom público em 2019. Longe disso, aliás: a média até o momento é de apenas 2.853 pessoas por jogo. A partida que mais recebeu torcedores foi a estreia do Leão em casa na temporada, 1×1 com o Moto Club, que recebeu 3.219 torcedores.

O zagueiro Edcarlos, capitão do Vitória, diz que o público baixo não desmotiva o elenco. “Pelo fato da nossa preocupação ser a de fazer valer esses que tem vindo, que tem saído de suas casas para nos ver jogar. Nossa preocupação maior tem sido de dar uma resposta positiva a eles”, disse.

“Se a gente fazer valer para esses que tem vindo, consecutivamente eles vão contagiar os outros, que vão voltar ao estádio. Nossa equipe está pagando pelos anos anteriores de campanhas não bem-sucedidas. A torcida está chateada”, completou o zagueiro.

Edcarlos voltará a ser titular contra o Atlético. Ele havia se machucado no empate em 1×1 com o Ceará, no sábado (16), e ficou de fora do empate também em 1×1 com a Juazeirense no último domingo (24).

“Tive um edema no jogo contra o Ceará, mas tive uma semana boa de trabalho com um departamento médico muito bom do clube. Por isso não fui para o último jogo, por prevenção para estar fortalecido para os próximos jogos”, explicou.

O técnico Marcelo Chamusca não contará com o meia Ruy e com o lateral direito Jeferson. Ambos estão se recuperando de lesões musculares segundo o Correio da Bahia. Foto: EC Vitória