Agência Brasil

O ex-comandante do Exército general Edson Leal Pujol, em encontro recente em Brasília, reclamou da atuação do ex-ministro da Saúde general Eduardo Pazuello. “Pazuello, quando o Bolsonaro lhe proibiu de comprar vacinas, você deveria ter pedido demissão. Obedecendo, você se ferrou e nos ferrou junto”, disse Pujol. A informação foi divulgada por Ancelmo Gois, colunista do jornal O Globo. O general Eduardo Pazuello deixou o cargo de titular da pasta da Saúde em meio a forte alta de casos e mortes pela Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Além disso, o país patina na compra de vacinas e na criação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) para o tratamento da doença. A atuação do general é alvo de investigações no Tribunal de Cotas da União (TCU) e no Ministério Público Federal (MPF).