Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

O ex-secretário de Administração de Belmonte, Helton Matos de Menezes, foi indiciado após forjar o próprio sequestro. A conclusão é da Polícia Civil, que divulgou o resultado do inquérito na quinta-feira (6). A instituição indiciou Menezes por suspeita de comunicação falsa de crime e tentativa de fraude para recebimento de indenização de seguro.

O falso sequestro ocorreu no dia 8 de maio. Na ocasião, o ex-secretário disse à polícia que seguia de carro pela BA-275, em Belmonte, no extremo sul do estado, quando teria sido abordado por três homens em outro veículo. Na versão contada por Menezes, ele teria sido amarrado e colocado no porta-malas deste segundo carro enquanto os criminosos teriam incendiado seu veículo.

Depois, o ex-secretário teria sido abandonado, com as mãos amarradas, na mesma rodovia. Mas o trabalho dos policiais mostrou que a história era outra. Ao ser confrontado com as provas obtidas durante a investigação, o homem confessou que não foi sequestrado e admitiu que seu objetivo era obter o pagamento do seguro do carro. O inquérito segue agora para o Ministério Público da Bahia (MP-BA), que fará os encaminhamentos jurídicos necessários.