Foto: Divulgação/Polícia Penal

Um fuzil, um facão e celulares foram encontrados em um matagal ao lado da Penitenciária Lemos Brito, em Salvador, durante a Operação “Força Máxima” da Polícia Penal, na quarta-feira (20). Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), a apreensão aconteceu quando equipes da Polícia Penal faziam rondas no entorno do presídio. Nenhum suspeito foi encontrado.

“Uma operação que começou em novembro e deve ir até março do ano que vem, talvez seja prorrogado. Visa reforçar não só o perímetro das nossas unidades prisionais, mas também a parte interna”, disse o superintendente de Gestão Prisional da Seap, Luciano Viana. O fuzil encontrado tinha 22 munições e será periciado. Desde outubro deste ano, outros dois fuzis foram localizados na região do presídio.

Uma investigação foi instaurada para descobrir como essas armas têm sido colocadas no matagal próximo da penitenciária. “A Polícia Civil vai identificar quem de onde partiu esse fuzil, arma de grande potencial ofensivo, mas a gente continua com nossa Operação Força Máxima, intensificando o policiamento interno da Polícia Penal”, afirmou o superintendente de Gestão Prisional da Seap. A secretaria informou ainda que apreendeu uma marreta dentro de uma das celas do presídio. Os policiais penais encontraram marcas na parede, que remeteram a uma tentativa de abrir um buraco para uma possível fuga. G1