Foto: Divulgação

A Acelen, empresa que administra a Refinaria Mataripe, anunciou um reajuste entre 8,23% e 9,95% do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para as distribuidoras de gás de cozinha e que já começou a valer a partir de segunda-feira (1º). A estimativa é que o botijão custe até R$ 8 a mais, segundo o Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado (SINREVGÁS). Atualmente a média é de R$ 140.  A empresa justifica que os preços dos produtos da Refinaria de Mataripe seguem critérios de mercado que levam em consideração variáveis como custo do petróleo, que é adquirido a preços internacionais; a cotação do dólar e o frete, podendo variar para cima ou para baixo. “A [Acelen] ressalta que possui uma política de preços transparente, amparada por critérios técnicos, em consonância com as práticas internacionais de mercado”, afirma em nota. Correio da Bahia