Joilson Cesar/ BNews

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) gravou um vídeo para rebater críticas feitas, na última quarta-feira (3), pelo deputado estadual Hilton Coelho (PSOL). Em entrevista a rádio Salvador FM, o psolista disse que a eleição deste ano para a Prefeitura de Salvador contava com dois apadrinhados pelo emedebista, o atual prefeito Bruno Reis (União Brasil) e o vice-governador Geraldo Júnior (MDB).

Na oportunidade, ao defender a pré-candidatura de seu correligionário Kleber Rosa, Hilton Coelho disse ainda que “a gente precisa ser o básico que é não ser corrupto”, lembrando do ao lembrar do caso de R$51 milhões encontrados dentro de malas em um apartamento alugado por Geddel.

“Você considera Geddel uma figura política de esquerda?”, indagou Hilton. “O homem da mala não pode ser um nome de esquerda, a esquerda tem que se respeitar. O PSOL é um chamado para um segmento da esquerda que busca coerência e o mínimo que se pode fazer para o nosso povo é que nós não topamos nos corromper. Isso é o mínimo”, disse Hilton na oportunidade.

“A gente precisa ser o básico que é não ser corrupto. Nesta eleição tem dois apadrinhados de Geddel, um deles é Geraldo Jr. e o outro é Bruno Reis. Quem é Kleber Rosa? É alguém que no último processo eleitoral surgiu como alternativa. Ele é sincero e é brilhante. Nas últimas eleições eu recebi diversos elogios pelo desempenho dele nos debates e neste ano vai acontecer a mesma coisa”, emendou.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, Geddel rebateu as falas do deputado e, citado o escritor e jornalista Nelson Rodrigues, o emedebista disse que “’por de trás de todo paladino da moralidade existe um canalha” e ainda chamou o psolista de “hipócrita”.

“Eu me lembrei de início, depois de ouvir as agressões que ele fez a mim, de uma frase do pensador brasileiro – sempre saudado por direita, esquerda, por cima, por baixo – que é nosso Nelson Rodrigues. Ele dizia que ‘por de trás de todo paladino da moralidade existe um canalha’. E o Hilton se encaixa exatamente nessa fala do Nelson Rodrigues. [Hilton]. É um hipócrita. Diz o que quer, na hora que quer”, disse Geddel.

“La atrás o Carlinhos Cachoeira, um bicheiro, dizia que o presidente e fundador do PSOL, havia recebido . Na delação Odebrecht foram citados diversos psolista como recebedores. O João Paulo Rillo e o Paulo Rubens Santiago, e não vi o deputado fazer escândalo, apontar isso aquilo outro. E no caso da Jandira que foi gravada reconhecendo recebeu dinheiro ilícito, denunciada por improbidade”, lembrou o ex-ministro.

“Mais do que nunca, eu digo que esse sujeito se enquadra na frase de Nelson Rodrigues: ‘por de trás de todo paladino da moralidade existe um canalha’. Se não foi ontem, vai ser no dia seguinte”, disse Geddel, que ainda mandou um recado para o psolista.

“Oh, Hilton. Vai destilar a sua raiva pra cima de outro. Eu já disse que não há político na Bahia capaz apontar dedo pra mim. Você tem essa mania de agredir todo mundo hipocritamente. Agora, você fala de Geraldinho e lá trás tava seu partido – direção, Kleber Rosa, todo mundo – de mão dada com ele para elegê-lo vice-governador e você não falou de mim. Voce não é esquerda, você não é coisa nenhuma. Você é um pulha radical que quer fazer escada nos outros quando lhe é conveniente. Porque, quando é, você silencia”, finalizou. BNews