Recuperado de uma pancada no joelho, o atacante Gilberto voltou a atuar pelo Bahia por alguns minutos no segundo tempo do jogo contra o Atlético-MG, no último sábado (17), na Arena Independência. Sem dores, ele quer começar o jogo diante do Fluminense, nesta próxima quinta-feira (22), e apontou a meta de ajudar o clube a ter a sua melhor campanha na história do Campeonato Brasileiro de pontos corridos.

 

“Se for a opção que o Enderson, nosso professor, claro. Importante ajudar nessa reta final, temos nossas metas que ainda faltam ser conquistadas. Tenho minha meta particular também. Gostaria sim de ajudar ainda mais… Ajudar o Bahia a chegar aos pontos e fazer a melhor campanha na era dos pontos corridos. Se puder continuar fazendo gols… é isso”, declarou.

 

Apesar da tristeza com o fato de desfalcar o Bahia em seis partidas, o goleador tricolor elogiou o departamento médico do clube e reiterou que o Tricolor ainda tem objetivos para conquistar. “Sim, acho que o departamento médico do Bahia foi extremamente competente. Claro, eu estava triste em casa, chateado com a situação. Ficar fora de jogos importantes para o elenco, o grupo, no momento em que eu vivia poderia ajudar bastante”, disse.

 

“Acontece. Coisas de Deus na vida da gente. A gente está com outras coisas em mente, vamos tentar de todo o modo o que é mais importante”, indicou. Gilberto também apontou os pontos positivos no Fluminense, pregou respeito, mas indicou a missão de vencer para seguir bem na tabela de classificação.

 

“É um time bom, no meu ponto de vista é competitivo, tem boas peças. Tem um excelente treinador também. Vários momentos estiveram à frente da gente. Hoje estamos na frente e pretendemos continuar na frente. Respeitando sempre, é claro. Mas temos que procurar fazer nosso melhor, conseguir o que a gente almeja nesse final de campeonato”, pontuou. Desde que chegou ao Bahia, Gilberto marcou nove gols, sendo oito na disputa da Série A.