Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi autorizado a viajar para Portugal para ministrar uma conferência sobre as ações do Brasil no enfrentamento à Covid-19. A autorização foi publicada na edição desta quinta-feira (21) do Diário Oficial da União. A conferência será na Universidade Nova de Lisboa. Na mesma viagem – de 25 a 30 de outubro –, o ministro irá visitar as cidades de Oxford, Cambridge e Londres, no Reino Unido, para visitar institutos de pesquisa e participar de reuniões. Queiroga continuará a receber salário e terá direito a passagens e diárias enquanto estiver fora do país. Na quarta-feira (20), a CPI da Covid recomendou que o ministro seja indiciado por 2 crimes – prevaricação e epidemia com resultado de morte – por conta de sua atuação na pandemia. Ao longo da pandemia, Queiroga se posicionou em diversas ocasiões contra a obrigatoriedade do uso da máscara – uma das formas de evitar a disseminação da Covid-19. Com mais de 604 mil mortes registradas pela doença, o Brasil tem o segundo maior número de óbitos pela Covid no mundo – atrás apenas dos Estados Unidos –, apesar de ter a 6ª maior população mundial.