sesab

Medicamentos, insumos, ambulâncias, cestas básicas e água foram enviados para municípios baianos afetados pelas chuvas. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) foi responsável pelo envio de medicamentos, insumos e ambulâncias.

Ao todo, 21 municípios foram afetados até a noite do domingo (28), de acordo com o painel de monitoramento de enchentes. No entanto, as cidades mais atingidas são Medeiros Neto, Wanderley e Muquém de São Francisco. Equipes da Sesab nas áreas de infraestrutura, assistência farmacêutica, vigilância em saúde, além da assistência estão de prontidão para atuar nas regiões afetadas.

Em Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, as calhas da policlínica regional de saúde não suportaram o volume das chuvas que atingiram os municípios. Os atendimentos foram suspensos nesta segunda-feira (29) e devem ser retomados, gradativamente, na terça (30). A unidade será higienizada e os equipamentos testados.

Já em Feira de Santana, a cerca de 100 quilômetros de Salvador, a rede de drenagem externa do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) ficou sobrecarregada, o que fez com que a água entrasse em uma das portas de acesso ao hospital. Os pacientes que estavam nesta área foram transferidos.

No oeste da Bahia, os municípios de Wanderley e Muquém de São Francisco, receberam água tratada depois do temporal de sexta-feira (26), com a implantação de sistemas emergenciais pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) no domingo (28).

A chuva intensa que atingiu a região havia deixado a principal estação elevatória de água tratada submersa. Com isso, o sistema integrado que atende os dois municípios parou de operar. Segundo a Embasa, a elevatória precisa ser totalmente reequipada e, por causa disso, foi montada uma força-tarefa para que as alternativas emergenciais fossem tomadas.

Em Wanderley, a solução foi captar água de um poço da prefeitura, que é tratada e direcionada ao sistema do município. No caso de Muquém de São Francisco, a Embasa implantou um novo trecho de tubulação para levar água diretamente para o reservatório, sem passar pela elevatória alagada.

Além de retomar o abastecimento de água, a Embasa disponibilizou caminhões hidrojato para lavagem das ruas e dos imóveis tomados pela lama e enviou 100 cestas básicas para distribuição aos desabrigados. Os colaboradores da empresa também estão engajados em campanhas de arrecadação e distribuição dos itens básicos, em parceria com as prefeituras.

No domingo (28), equipes de bombeiros do 17º BBM de Barreiras, em conjunto com o Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer), entregaram 40 cestas básicas e 10 fardos de água às comunidades de Muquém de São Francisco, Angico, Mangatuba, Reforminha do Mel, Ziados, Fazenda Veneza e Divineia. A ação, que tem o apoio de um helicóptero, teve como objetivo chegar em áreas isoladas, onde o acesso por barcos e veículos terrestres é impraticável.

Os bombeiros também utilizaram embarcação a fim de transportar pessoas para áreas seguras e levar cestas básicas para localidades inacessíveis por via terrestre. Além disso, os militares lançaram uma campanha de arrecadação de donativos como alimentos não perecíveis, água potável, materiais de higiene pessoal, roupas e agasalhos. Os pontos de coleta estão localizados nos quartéis do corpo de bombeiros em Barreiras e Luís Eduardo Magalhães. G1