Agência Brasil

Além do empenho do senador Randolfe Rodrigues (Rede) para reatar a relação entre Marina Silva (Rede) e Lula (PT), a tentativa de reaproximar os dois ganhou um novo agente, Fernando Haddad (PT). A informação é da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, segundo o qual, a negociação tem emperrado por resistência da ex-ministra. Segundo apurações de Guilherme Amado, no portal Metrópoles, integrantes do PT estudam oferecer apoio a Marina para que ela concorra ao Senado por São Paulo, com Haddad e Lula no palanque, em troca dela apoiar o ex-presidente já no primeiro turno das eleições presidenciais.