dpe

O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), afirmou, nesta segunda-feira (29), que vai “avaliar” se fará uma nova proposta para os defensores públicos da Bahia. No ano passado, o petista mandou retirar de pauta de votação da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) o projeto que visa equiparar os rendimentos dos defensores públicos da Bahia aos dos integrantes do Ministério Público e Judiciário. A ação do petista desagradou à categoria, que disse ter visto com estranheza a postura do chefe do Executivo baiano, uma vez que a proposta foi acordada antes de ser enviada à AL-BA.

Perguntado pelo CORREIO nesta segunda-feira se a proposta será recolocada na pauta de votação da Casa Legislativa, Jerônimo Rodrigues respondeu: “Nós vamos avaliar. Se tiver alguma outra proposição, faremos isso”.

“Toda vez que tem um projeto que possa gerar algum desconforto ou alguma percepção nossa de que pode haver alguma indelicadeza na questão financeira, a gente pede para retirar, apreciar. O que a gente quer é que a Assembleia vote com tranquilidade, vote com firmeza. Nós percebemos que vai ser preciso rediscutir no âmbito do governo e deixar a tranquilidade tanto para meu líder (Rosemberg Pinto) quanto para toda a Assembleia. A gente espera que depois do Carnaval a gente possa dar um retorno para a Assembleia”, acrescentou.

A Associação de Defensoras e Defensores Públicos (Adep-BA) se disse surpresa com a decisão de Jerônimo de suspender a proposta. A associação declarou ainda que tem mobilizado a sociedade baiana sobre a relevância do projeto que, de acordo com a Adep-BA, trará o “desenvolvimento do Estado com inclusão e justiça social, sendo indispensável a valorização da carreira de defensor público estadual”. Correio da Bahia