O jogador de futebol amador Thiago Henrique Lopes Ferreira, de 24 anos, foi morto a tiros no bairro de Fazenda Grande II, em Salvador. Segundo a Polícia Civil, informações preliminares apontam que a vítima foi baleada após uma briga com um vizinho. A autoria e motivação do crime são investigadas.

O caso aconteceu na segunda-feira (8). Segundo familiares de Thiago Henrique, o jovem era torcedor do Palmeiras, tinha o sonho ser profissional e já jogou nas categorias base do Bahia, Camaçariense e São Carlos, time de São Paulo.

Os familiares do jogador de futebol informaram que Thiago Henrique foi jogar bola com amigos, em uma motocicleta, quando passou pelo cachorro do vizinho, que estava na rua. Não se sabe se o animal latiu para ele ou se o jovem quase atropelou o cachorro.

Em seguida, quando Thiago Henrique já estava com os amigos e esperava o início da partida de futebol, o homem abordou o grupo, armado, e questionou: “Foi você que mexeu no meu cachorro?” Thiago Henrique teria pedido desculpas, mas o suspeito atirou ao menos quatro vezes nele.

“Ele ainda tentou pedir desculpas, mas o dono foi buscar a arma e atirou nele. Sem motivo algum”, disse um amigo da vítima, que preferiu não revelar a identidade. O assassinato foi presenciado por ao menos oito moradores. Eles contam que o jovem percebeu que o vizinho estava armado e tentou retirar a arma da mão dele, mas foi atingido.

A família de Thiago Henrique afirmou ainda que o suspeito recolheu as capsulas e roubou o celular da vítima. Em seguida, fugiu do local e não foi mais visto. Alguns vizinhos de Thiago Henrique afirmam que o suspeito de cometer o crime mora no bairro há muitos anos e tem histórico de ameaçar outras pessoas. “A mulher dele é uma pessoa maravilhosa, mas em compensação, ele é uma pessoa descontrolada”, disse uma vizinha. G1