Foto: Haeckel Dias/SSP

A jornalista que foi presa em flagrante por injúria racial, no sábado (3), em Salvador, teve a liberdade provisória concedida na manhã desta segunda-feira (5). O crime ocorreu durante o Fuzuê, um dos eventos de pré-carnaval da capital baiana, no bairro da Barra. Segundo a Polícia Civil, a mulher, identificada como Rosane Maria de Souza Silva, de 72 anos, agrediu verbalmente uma policial militar. A suspeita se negou a ser abordada pela agente de segurança por se tratar de uma mulher negra. Conforme apurado pela corporação, a jornalista disse que “não veio do navio negreiro para ser revistada por uma negra” e acrescentou outros insultos contra a vítima. Em depoimento, a mulher negou a prática do crime, mas confirmou que fez uma “brincadeira” dizendo que não tinha chegado no navio negreiro. G1