A mulher que ficou ferida com gravidade após ter sido atropelada, junto com outras 17 pessoas, em João Dourado, no norte da Bahia, recebeu alta médica na segunda-feira (22), após passar dois dias hospitalizada. A informação foi confirmada na manhã desta terça (23). A jovem, de 18 anos, não teve nome divulgado. Ela estava internada no Hospital Regional da Chapada, em Seabra, com um trauma cranioencefálico.

Além dela, outras 17 pessoas foram atingidas depois que um homem avançou com o veículo sobre uma multidão durante uma festa, no domingo (21), em uma praça no centro da cidade. Exceto a vítima que ficou internada, as outras sofreram apenas escoriações e foram liberadas logo após atendimento médico.

O evento onde o caso ocorreu marcava os festejos pelo final do mandato temporário de Rosangela Cardoso, que é presidente da Câmara de Vereadores e estava na prefeitura. Após eleições suplementares ocorridas no último dia 7 de novembro, Di Cardoso, que já havia sido eleito em 2020, venceu a disputa.

Ele tomou posse na tarde de segunda-feira (22) e a festa que aconteceria para comemorar o ato foi suspensa, por recomendação da Polícia Militar. No domingo, a PM também atuou para encerrar a festa na praça, que ocorria de maneira pacífica, até que o acidente ocorreu. Os policiais encaminharam o motorista para a Delegacia Territorial de Irecê, cidade vizinha a João Dourado, onde ele segue preso por tentativa de homicídio. O nome dele não foi divulgado. G1