Os três homens que invadiram o sítio de Danilo de Babão (PSD), prefeito da cidade de Muritiba, na noite de segunda-feira (7), teriam levado tudo que encontram de valor no local. Após atingir o gestor com um tiro na região do pescoço, os suspeitos fizeram uma limpa no local. Além de celular, levaram objetos e acessórios ainda não detalhados pela vítima, que está hospitalizada.

Quem dá os detalhes do caso é o Major Messias, comandante da 27° CIPM de Vera Cruz, que atendeu a ocorrência. Ele conta que a invasão ocorreu por volta das 23h. “A porta foi arrombada. No que o prefeito ouviu, três homens já estavam entrando no seu quarto e um deles disparou. A bala pegou no pescoço e transfixou”, conta.

“Após isso, os três elementos, muito agressivos, o jogaram no chão. Ameaçaram ele, revistaram a casa e fugiram do local. Levaram tudo de valor”, completa o Major, que conversou pessoalmente com o prefeito no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. Em nota, a Polícia Militar (PM) confirmou o caso que ocorreu em Carro Quebrado, região da zona rural de Muritiba, onde Danilo de Babão reside.

O prefeito relatou aos policiais que levaram o seu celular, pertences pessoais e objetos da residência. A denúncia à polícia, no entanto, só ocorreu por conta da noiva do gestor, que fazia uma chamada de vídeo com ele no momento da ação. Apesar de não ter visto o que aconteceu, ela ouviu os gritos, percebeu que era um assalto e acionou as guarnições das 27° CIPM.

O Major Messias explica que, a todo momento, os suspeitos perguntavam por dinheiro ao prefeito. “Ele contou que só falavam ‘cadê o dinheiro’, só queriam roubar. Não dá para saber porque dispararam. Pode ser até uma imperícia do elemento, que disparou sem querer, ou uma tentativa de intimidação”, avalia o comandante, informando que os três assaltantes estavam armados.

Apesar do tiro ter atingido o pescoço, nenhum órgão foi perfurado pela bala, que não ficou alojada no corpo de Danilo. Por isso, o seu estado de saúde é estável “Ainda na madrugada, conversei com ele e estava bem, lúcido e sem sequelas. Agora, está focado apenas em se recuperar”, completa o Major Messias.

Enquanto parte dos agentes da 27° CIPM atendeu o prefeito, outra parte fez diligências pela região para encontrar os três suspeitos. Nenhum deles, porém, foi localizado pelos policiais. A Polícia Civil, que vai investigar o caso de acordo com a PM, foi procurada, mas informou não ter registro da ocorrência até então.

O PSD, partido de Danilo, divulgou nota de apoio ao prefeito, chamou o caso de uma ‘tentativa de homicídio’ e destacou que vai procurar a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA) para solicitar prioridade de investigação. “Não podemos aceitar qualquer tipo de atentado e seguiremos firmes acompanhando os fatos e apoiando as autoridades no que for preciso em busca da prisão dos responsáveis”, escreve o PSD.

Informações de policiais militares, no entanto, indicam que os suspeitos tiveram ‘tempo e meios’ para executar o gestor, mas não o fizeram, o que indica uma ação de roubou na propriedade. Correio da Bahia