Foto: Divulgação/PT Bahia

O ex-deputado federal Luiz Alberto Silva dos Santos, uma das maiores lideranças do movimento negro brasileiro, morreu aos 70 anos, na manhã desta quarta-feira (13), após sofrer um infarto na cidade de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. A informação foi confirmada pelo Partido dos Trabalhadores (PT), a quem era filiado.

Informações iniciais apontam que Luiz Alberto passou mal durante a madrugada e foi levado para uma unidade de saúde do município, mas não resistiu.
Luiz Alberto foi deputado federal em 2001 e 2015. Atualmente ocupava o cargo de assessor da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Governo da Bahia.

Natural do quilombola Baixa do Guaí, em Maragogipe, no recôncavo da Bahia, é um histórico militante do Movimento Negro brasileiro, sendo uma de suas maiores lideranças, reconhecido, entre outros motivos, por ser um dos fundadores do Movimento Negro Unificado (MNU) e por ter atuado na defesa dos direitos da população negra na Câmara dos Deputados.

Ele chegou a ocupar o cargo de secretário de Promoção da Igualdade da Bahia entre fevereiro de 2007 a 11 de agosto de 2008 e integrou a equipe de transição do terceiro governo Lula. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento do líder do movimento negro.

Por causa da morte de Luiz Alberto, o governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, determinou luto de três dias no estado. O velório será na quarta-feira (13), das 17h às 22h, no Palácio da Aclamação, na Avenida Sete de Setembro, em Salvador. O sepultamento será na sexta-feira (14), às 15h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Brotas. G1