Bruno Spada / Câmara dos Deputadas

Durante participação na manifestação Contra a PEC 03/22 na Praia do Buracão, no domingo (09), em Salvador, a deputada federal Lídice da Mata (PSB) abriu o jogo sobre o assunto que se tornou alvo de polêmica na última semana. Além dela, outros políticos estiveram presente na ação.

“É uma importância fundamental, desde o início, eu tenho buscado contribuir com o movimento, porque compreendo que esse movimento é um movimento que está enxergando o futuro de Salvador e tentando preservar e diminuir os prejuízos que nós já estamos tendo hoje, com uma legislação urbana que permite áreas que antes não seriam ocupadas por espigões e por grandes investimentos que muitas vezes geram empregos, mas podem ser feitos em outro lugar e ameaçam o meio ambiente”, pontuou ela.

Líder da bancada baiana na Câmara Federal, a deputada ainda comentou sobre como viu a votação que foi aprovada por vários políticos baianos – incluindo a aliada dela, Alice Portugal (PCdoB).

“A votação na verdade foi anterior, não foi agora e o problema é que a PEC não deixa explícita essa possibilidade, é implícita. E ela vem com uma proposta de regularização das áreas já ocupadas. O que nós temos que fazer é garantir que as áreas já ocupadas de interesse social possam ser regularizadas, mas não permitir que o futuro possa ser permitido, inclusive para particulares, tanto individuais quanto empresas”, finalizou. BNews