Foto: Reprodução/Ueslei Marcelino

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta terça-feira (28) que apoiará o presidente Jair Bolsonaro (PL) em seu projeto de reeleição. A declaração ocorreu durante a cerimônia de entrega dos residenciais Parque da Lagoa, Alameda do Farol e Alameda Jatiúca, em Maceió (AL), na qual se referiu a Bolsonaro como “meu amigo”.

“Aqui nós vamos fazer de tudo para o senhor ter a maior votação proporcional do Nordeste no Brasil”, disse. Assim como o chefe do Executivo, Lira criticou a Petrobras e saiu em defesa da redução de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para combustíveis afirmando saber da “agonia” do presidente a cada vez que a estatal aumenta os preços.

“Nesse tempo de polarização política e muito ódio disseminado, nós não podemos nos curvar às versões e fake news que tentam impor toda dificuldade a um governo que pensa no seu povo e naqueles que são menos favorecidos. A nossa luta no Congresso ao lado do presidente é para baixar o preço da energia porque eu sei a agonia que ele passa, naquele gabinete, todas as vezes que a Petrobras vai anunciar um aumento. Eu chego lá no gabinete dele e ele está angustiado, amargurado. E todo o nosso esforço para baixar o ICMS, de todos os governadores para baixar o preço da gasolina, da energia e dos transportes. Nós temos que cobrar. O povo tem que ter essa essencialidade nos serviços”, bradou.

Lira confirmou ainda que a intenção do governo com o projeto é de que o vale-gás passe a ser mensal. Ele também comentou sobre o possível aumento no Auxílio Brasil de R$ 400 para R$600.

“Essa semana nasce no Congresso, junto com o presidente Bolsonaro, a ideia do governo de dar a todos os integrantes do Renda Brasil mais R$ 200 para ajudar nesse sofrimento para aprovarmos o dobro do vale-gás para os mais necessitados. Quem recebe um botijão a cada dois meses vai receber um botijão de gás a cada mês”, acrescentou.

O presidente da Câmara disse que fará de tudo para que o projeto seja aprovado. “O presidente Bolsonaro e o Congresso estão atentos e nós vamos votar e fazer tudo o que for possível para que Bolsonaro consiga aprovar, junto conosco, nesta semana, a PEC que vai fazer com que tudo que falei aqui aconteça para as pessoas mais carentes.”

“Em favor da família e do povo brasileiro”

Lira aproveitou para exaltar os feitos da gestão Bolsonaro, dizendo que “quem trabalha com o coração para servir não se preocupa muito com publicidade”: “Só no seu governo foram liberadas 17 mil casas de 2019 para cá”. E defendeu que, em meio à pandemia da covid-19, o chefe do Executivo “não deixou faltar vacina”.

O senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), presente no evento, fez votos de que Bolsonaro seja reeleito. O ex-presidente da República também participou de uma motociata pelas ruas de Maceió junto com ele.

“Vocês todos estão aqui, pelo amor que vocês têm ao lema Deus, Pátria, Família, e Liberdade, é isso que nos une nesse momento: os nossos corações, as nossa emoções, as nossa esperanças de que Bolsonaro estará conosco a partir do ano que vem para mais um mandato, porque ele deve continuar a realizar esse trabalho em favor da família e do povo brasileiro.”

ICMS

o presidente Bolsonaro destacou, no evento, a aprovação do projeto de lei que estabelece um teto para a cobrança de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, energia elétrica, dentre outros.

“Veio a inflação, mas estamos lutando contra ela. A grande colaboração veio da Câmara e do Senado. Infelizmente, não foi por unanimidade, mas a grande maioria votou para diminuir o imposto estadual chamado ICMS nos combustíveis e também na energia elétrica. Veja a conta de luz de vocês hoje em dia, veja o percentual cobrado de ICMS e veja, no mês que vem, quanto irá cair na conta de luz de vocês”, disse, sendo ovacionado por apoiadores.

Fonte: Correio Braziliense