planalto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a criticar a condução da Operação Lava Jato pelo ex-procurador Deltan Dallagnol e o ex-juiz Sergio Moro. A dupla ganhou destaque com o processo que prendeu o petista na operação. Durante uma live realizada na terça-feira (1ª), Lula acusou Dallagnol de ter montado uma quadrilha no Ministério Público. “Eu sempre tive o mais profundo respeito pelo Ministério Público. É uma das instituições que eu idolatrava nesse país. Depois dessa quadrilha que o (Deltan) Dallagnol montou, eu perdi muita confiança. Eu perdi porque foi um bando de aloprados que achavam que iriam tomar o poder, atacando todos ao mesmo tempo”, disparou Lula. Ainda de acordo com o presidente, boa parte da população brasileira foi “cooptada pela mentira”, com a existência de um “pacto” que teria convencido a população de que “tal coisa era verdade”. Lula disse ainda que esse “pacto” levou um “maluco” a governar o país por quatro anos, em referência ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que defendia a Lava Jato e escolheu o então juiz Sergio Moro para ocupar o Ministro da Justiça logo no início do mandato. BNews