agencia brasil

Segundo o colunista do Metrópoles Igor Gadelha, o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já definiu o perfil do sucessor de Flávio Dino no Ministério da Justiça e sinalizou a auxiliares que pretende escolher o futuro ocupante do cargo na próxima semana. Gadelha aponta que de acordo com aliados, o chefe do Palácio do Planalto quer que o novo comandante do Ministério da Justiça tenha um perfil que misture características do ex-ministro da pasta Márcio Thomaz Bastos e do próprio Dino.

Ainda segundo o colunista, o desejo de Lula é de que o ministério volte a ser protagonista nas discussões de políticas públicas e interlocução com outros poderes, como ele avalia que foi durante a gestão de Bastos (2003 e 2007). Ao mesmo tempo, o petista deixou claro a auxiliares que o substituto de Dino precisa ter o mesmo perfil “combativo” do atual titular da pasta para “enfrentar o bolsonarismo”.

O Metrópoles acrescenta que diante desse perfil, fontes do Palácio do Planalto avaliam que dois nomes despontam como favorito para a vaga: o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski e o advogado petista Marco Aurélio de Carvalho.

Tanto Lewandowski quanto Marco Aurélio, que esteve com Lula durante as férias do petista no Rio de Janeiro, contam com apoio do PT para assumir o Ministério da Justiça no lugar de Dino. Além dos dois, corre por fora o secretário-executivo da pasta, Ricardo Cappelli, que é filiado ao PSB e está como ministro interino da pasta durante as férias de Dino, complementa o Metrópoles. Bahia.Ba