Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), deu um puxão de orelha nos deputados e senadores da base. Durante discurso, na segunda-feira (1º), o chefe do Executivo nacional afirmou que a bancada “precisa aprender a defender” o governo e que os críticos “não valem uma titica de cachorro”. A informação é de uma matéria do Metrópoles.

“Não é pouca coisa ter um Jaques Wagner e um Otto [Alencar] no Senado me ajudando. Também não é pouca coisa ter a bancada de deputados federais ajudando a gente. A bancada só precisa aprender a defender mais a gente nas porradas que a gente toma”, afirmou.

O Metrópoles aponta que o chefe do Palácio do Planalto, pediu que os parlamentares não se abstenham de rebater críticas. “Não há nada que a gente não tenha que dar resposta. A gente não tem que levar desaforo para casa porque quem nos critica não vale uma titica de cachorro”, completou.

As declarações foram dadas durante visita a Feira de Santana, na Bahia, para anunciar obras em rodovias e novas contratações do Minha Casa, Minha Vida. Em sua fala, o petista também elogiou o ministro da Casa Civil, Rui Costa, ex-governador da Bahia. Ele rebateu críticas de que o titular da Casa Civil guarda divergências com outros membros do alto escalão, acrescenta o Metrópoles.

“Também existiam [divergências] no tempo em que a Dilma [Rousseff] era minha chefe da Casa Civil. Eu fazia reunião com de ministérios e a Dilma dizia: ‘Presidente, se algum ministro for mentir pro senhor, eu vou dizer que é mentira’. Isso é muito importante porque a presença do Rui Costa na Casa Civil e a equipe ele montou é a certeza de que eu posso dormir toda noite tranquilo que ninguém vai tentar me dar uma rasteira”, ressaltou. Bahia.Ba