O Conselho Federal de Medicina (CFM) está emitindo um alerta para médicos e para a sociedade que é proibido no Brasil o uso de ozonioterapia para tratamento de qualquer doença, incluindo a Covid-19. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo. Presidente do CFM, o médico Mauro Luiz de Britto Ribeiro afirmou que o uso da ozonioterapia coloca em risco a saúde dos pacientes e não há qualquer evidência científica que tenha eficácia contra alguma doença. “O médico que utilizar a ozonoterapia fica exposto a uma ação do Conselho Regional de Medicina de seu estado”, afirmou Ribeiro.  “Não é um procedimento inócuo. É invasivo e expõe o paciente a risco, como a perfuração do intestino grosso”, acrescentou o médico.