Uma menina de 12 anos morreu após ser eletrocutada na localidade do Rosário, em Correntina, no norte da Bahia. Ludymilla Batista de Souza Neves sofreu o choque na terça-feira (5), dentro de casa. Segundo informações da Polícia Militar, a mãe da pré-adolescente acionou a guarnição após o companheiro avisá-la do acidente. Ludymilla estava na companhia do padrasto no momento. Em depoimento, o homem disse que tentou puxar a menina ao perceber a situação, mas não conseguiu salvá-la porque ele também recebeu a descarga elétrica. O homem não soube informar se a descarga partiu da tomada ou do próprio freezer, mas desligou o padrão de energia e telefonou para a esposa. Como a mulher procurou a guarnição militar, os agentes acionaram o médico de plantão assim que chegaram ao local. O profissional de saúde, então, atestou o óbito da menina. O corpo dela foi recolhido pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) para necropsia no Instituto Médico Legal (IML) de Bom Jesus da Lapa, na região oeste. Em seguida, deve ser liberado para a família realizar o sepultamento. G1