Foto: Pedro França/Agência Senado

De acordo com uma reportagem do Metrópoles, os quatro celulares do advogado do ex-presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PL-RJ), Frederick Wassef, foram apreendidos na semana passada e, segundo fontes da Polícia Federal (PF), já teriam sido acessados, mesmo sem Wassef compartilhar a senha. Ainda segundo o Metrópoles, Wassef não teria, inicialmente, fornecido as senhas dos aparelhos celulares, porém isso não impediu que os técnicos da PF de acessarem os dispositivos. A informação foi inicialmente divulgada pela coluna de Camila Bomfim, no portal G1. A reportagem ainda aponta que dos quatro aparelhos, um era de uso exclusivo para o contato direto com o ex-presidente Bolsonaro. Agora, a PF analisa o conteúdo acessado dos aparelhos. A apreensão aconteceu na noite de quarta-feira (16), em São Paulo, após a PF localizar Wassef em uma churrascaria que fica dentro de um shopping, na zona sul de São Paulo, e apreendido o telefone do advogado. O carro de Wassef também teria sido revistado na ocasião. Bahia.Ba