O atual ministro da Educação, Victor Godoy, disse nesta terça-feira (5) que apenas Milton Ribeiro, ex-ministro da pasta “pode dizer o que aconteceu” no caso chamado de escândalo do MEC.

Godoy foi questionado pelo deputado federal Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), durante uma audiência pública das comissões de Educação e Fiscalização e Controle da Câmara, se colocaria a “mão no fogo” pelo ex-ministro.

“Minha relação com o ministro sempre foi de cordialidade, de respeito profissional. Espero que ele esclareça tudo o que aconteceu. Só ele pode dizer o que aconteceu. Meu secretário-executivo não acompanha 10% das minhas agendas, porque ele tem as agendas dele. Era exatamente a forma como eu trabalhava com o ex-ministro Milton”, disse Godoy.

“Espero que ele esclareça tudo que aconteceu. Sempre tive com ele uma relação muito profissional, de cordialidade, nunca tendo ele me solicitado qualquer prática de ato irregular dentro do MEC”, afirmou o ministro. Bahia.ba

 

Milton Ribeiro é investigado pela participação em um suposto esquema de liberação de verbas no Ministério da Educação.