O ministro Raul Araújo, que decidiu monocraticamente neste final de semana proibir manifestações políticas contra Jair Bolsonaro durante o festival de música Lollapalooza, foi homenageado pelo presidente em junho do ano passado, quando ainda não integrava o Tribunal Superior Eleitoral. O ministro representa o Superior Tribunal de Justiça (STJ) na Corte Eleitoral desde 1º de setembro de 2021. Bolsonaro, na qualidade de grão-mestre da Ordem do Mérito, agraciou os ministros do STJ Raul Araújo e Ribeiro Dantas com a medalha da Ordem do Mérito da Defesa, no grau de grande-oficial. Entre as 74 personalidades civis e militares homenageadas, estavam a primeira-dama Michelle Bolsonaro; o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira; o ministro da Justiça na ocasião, Anderson Torres; da Educação, Milton Ribeiro, e da Saúde, Marcelo Queiroga. A medalha da Ordem do Mérito da Defesa foi criada por meio do Decreto​​ 4.263/2002. Desde então, a cada ano, personalidades, organizações militares e instituições civis nacionais e estrangeiras que tenham prestado relevantes serviços ao Ministério da Defesa ou às Forças Armadas do Brasil são homenageadas com a comenda, segundo o site do STJ.