stf

De acordo com uma reportagem do Metrópoles, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, mandou soltar quatro suspeitos de envolvimento em esquema de fraude nos cartões de vacinação do ex-presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PL) e de pessoas em seu entorno.

O Metrópoles aponta que os quatro novos nomes com a soltura determinada são o sargento Luís Marcos dos Reis; o ex-major do Exército Ailton Gonçalves Moraes Barros; o militar do Exército Sérgio Cordeiro; e o ex-secretário municipal de Governo de Duque de Caxias (RJ) João Carlos de Sousa Brecha.

Foi esse mesmo esquema que levou o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro Mauro Cid à prisão em 3 de maio. Cid foi solto no início deste mês, após Moraes homologar um acordo de delação premiada firmado entre o ex-ajudante de ordens e a Polícia Federal (PF).

Ainda segundo o Metrópoles, em quatro decisões diferentes, o ministro determinou a liberdade provisória, com o uso de tornozeleira eletrônica, além de outras condicionantes para a manutenção da liberdade. Além disso, os suspeitos ficam proibidos de usar redes sociais, de se comunicar com os demais envolvidos e terão passaportes cancelados. Bahia.Ba