© Tânia Rêgo/Agência Brasil

As mortes em confronto com policiais caíram 2,31% no Brasil em um ano. Mas, nesse mesmo período, esse índice teve aumento em 14 estados. Levantamento do Ministério da Justiça e Segurança Pública, ao qual a TV Globo teve acesso, faz comparação entre os números de 2023 e 2022. As maiores altas foram verificadas em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Roraima. Nesse último estado, o crescimento foi de 225%, na comparação com o ano anterior.

A Bahia foi a unidade da federação com mais mortes em confronto em 2023: 1.689, número 15,05% superior ao registrado em 2022. O estado enfrentou uma onda de violência no ano passado, crise que está relacionada à ação de organizações criminosas. Em todo o país, em 2023, foram registradas 6.296 mortes em confronto. Em 2022, foram 6.445.

Nesta terça-feira (30), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, enviou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma proposta para tornar obrigatório o uso de câmeras corporais por todas as forças policiais, inclusive das polícias militares, que estão sob o comando de governadores, e das guardas municipais, ligadas às prefeituras. Na visão de Dino, a adoção das câmeras tem potencial para gerar queda na letalidade policial no país.

Cinco estados já têm câmeras

Atualmente, pelo menos cinco estados já adotam câmeras corporais: Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pará. Em Santa Catarina e São Paulo, as mortes em confronto com policiais aumentaram no ano passado. No Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pará, houve queda.

No Rio de Janeiro, as morte caíram de 1.330, em 2022, para 869, em 2023 — uma redução de 34,66%. E os números do Ministério apontam uma forte queda nos registros a partir de agosto do ano passado, após a publicação de um decreto do governo do RJ que deu cumprimento à determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin para a adoção das câmeras corporais por todas as unidades policiais do estado. Veja tabela de mortes por unidade da federação:

Mortes em confrontos com policiais

UF 2022 2023 VARIAÇÃO
AC 19 14 -26,32%
AL 51 68 33,33%
AM 99 59 -40,40%
AP 129 186 44,19%
BA 1.468 1.689 15,05%
CE 152 147 -3,29%
DF 15 24 60%
ES 60 58 -3,33%
GO 532 516 -3,01%
MA 92 56 -39,13%
MG 149 120 -19,46%
MS 52 138 165,38%
MT 109 223 104,59%
PA 629 529 -15,90%
PB 54 74 37,04%
PE 92 120 30,43%
PI 39 21 -46,15%
PR 487 271 -44,35%
RJ 1.330 869 -34,66%
RN 111 94 -15,32%
RO 17 8 -52,94%
RR 4 13 225,00%
RS 89 143 60,67%
SC 44 79 79,55%
SE 175 229 30,86%
SP 421 504 19,71%
TO 26 44 69,23%
BRASIL 6.445 6.296 -2,31%

 

G1