Foto: Lenio Cidreira/ Liberdade News

A Polícia Civil de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia, concluiu as investigações e indiciou o motorista que conduzia um ônibus que tombou e provocou a morte de 9 pessoas e deixou outras 18 feridas na BR-101. De acordo com o delegado responsável pelo caso, a causa do acidente foi a velocidade excessiva do veículo.

O ônibus, que viajava do Rio de Janeiro para Porto Seguro, tombou após o motorista perder o controle da direção em uma curva sinalizada como perigosa. O inquérito policial revelou que o motorista ultrapassava 110 km/h, desconsiderando quatro placas de advertência sobre o risco da curva.

Durante o interrogatório, o condutor disse que o acidente foi provocado por um carro de passeio que vinha no sentido contrário e na contramão. Mas, as imagens de um outro carro que seguia logo atrás do ônibus mostra que o coletivo segui em alta velocidade. Testemunhas também confirmam essa versão.