Fotos: Feijão Almeida/GOVBA

Motoristas das categorias C, D e E que estão com o exame toxicológico vencido,têm até o dia 30 de abril para realizar o procedimento na Bahia. A orientação é procurar um laboratório de sua escolha ou até em grandes redes de farmácia.

Devem fazer o exame condutores aptos a dirigir caminhões, caminhonetes, vans de carga, ônibus, micro-ônibus; vans de passageiros, treminhão e ônibus articulados. A não realização do procedimento toxicológico é considerada infração gravíssima pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com penalidade de multa de R$ 1.467,35 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

“Há duas opções: ou faz o toxicológico, ou então ele vai no SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão) ou Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) e pede para reduzir a sua categoria na CNH para a categoria B. Se o condutor não fizer nada, a infração é automática, chamada de infração de balcão, e a partir do dia 1º de maio já vai estar inserida no Sistema Nacional de Trânsito. A cada dois anos e meio o motorista categoria C, D e E precisa fazer esse exame”, explica Rodrigo Pimentel, diretor geral do Detran-BA.

Segundo ele, o exame simples e realizado por meio da coleta de fragmentos de cabelo ou das unhas. Em até cinco dias, o próprio laboratório atualiza a base nacional com o resultado do procedimento. “É importante retirar das vias do país aquele condutor que faz uso de substâncias psicotrópicas. Já foi comprovado que, ao longo dos anos, após esses exames toxicológicos, houve uma redução de até 30% nos sinistros com caminhões e ônibus nas rodovias do país”, afirma Pimentel.

Ainda segundo dados do Detran-BA, cerca de 210 mil condutores já fizeram os seus exames e estão em dia com essa obrigação. Por outro lado, 140 mil pessoas ainda não fizeram o exame. A Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) diz que ter buscado orientar os condutores com campanhas educativas e alertas emitidos por meio da Carteira Digital de Trânstio (CDT) para que realizem o teste. Para isso, basta acessar a área do condutor da CDT, clicar no botão ‘Exame toxicológico’ e verificar se o prazo para realização está vencido.