© Fotorech/Pixabay

Mulheres grávidas estão entre as pessoas que precisam redobrar os cuidados para evitar a dengue. Médicos explicam que, durante a gestação, a mulher compartilha seu sistema imunológico com o bebê, por isso fica mais suscetível a infecções, podendo evoluir para quadros graves. O Ministério da Saúde explica que as grávidas fazem parte do grupo de risco da dengue. “Ela precisa de um cuidado especial quando ela comparece à unidade. Quando uma pessoa está grávida, ela apresenta alterações no seu corpo que podem facilitar a piora do quadro de dengue. Então, essas alterações, normais da gravidez, mas que, neste momento de epidemia de dengue, precisam ser levadas em consideração”, afirma Cláudio Salgado, do Ministério da Saúde. Até o momento não existe vacina contra dengue indicada para as grávidas. Então, os cuidados devem ser redobrados: manter o quintal limpo, sem água acumulada, e pedir para que os vizinhos façam o mesmo. Vale também instalar telas antimosquito nas janelas e até na cama das gestantes. Os médicos também reforçam a importância do repelente. Para as grávidas, o produto deve ter “icaridina” ou “DEET” na composição. G1