Foto: Jeferson Rudy/Agência Senado

Durante sessão na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal, na terça-feira (13), o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) contou ter sido sondado pelo pai, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), para assumir uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). O indicado pelo então presidente, porém, foi André Mendonça, que acabou se tornando ministro da Corte. “O então presidente Bolsonaro, quando na indicação do ministro André Mendonça, virou pra mim e falou ‘Flávio, você não quer, o que você acha de você ser o indicado pro Supremo Tribunal Federal?’, já que se discutia que a indicação fosse de um evangélico, como ele havia prometido na campanha eleitoral”, relatou Flávio. O senador afirma ter respondido que, apesar de ser advogado, gosta de fazer política. “Indique o nome do André Mendonça, que é preparado pra essa missão, e eu vou poder ajudar muito mais o senhor aqui no Senado Federal”, teria dito o primeiro filho de Jair Bolsonaro.