Foto: Claudio Kbene/PR

A primeira-dama do Brasil, Janja da Silva, voltou ao X (antigo Twitter) no último domingo (17) após ter sua conta hackeada e disparou, em post, conta a rede social. Ainda em seu pronunciamento oficial, Janja afirmou que pensou se retornaria ou não a utilizar a plataforma, mas decidiu retornar à atividade em seu perfil.

“Pensei muito sobre voltar ou não para essa rede social, não apenas por causa das agressões que aconteceram em meu perfil, mas principalmente por toda a demora dos administradores da rede X em agir, congelando meu perfil para que as agressões parassem de ser postadas e pudessem ser silenciadas. Minha equipe de redes agiu rapidamente mas o pesadelo se estendeu por uma hora e meia até o bloqueio.”, escreveu a primeira-dama.

“É triste que um adolescente de 17 anos, que confessou a invasão ao meu perfil, esteja no ambiente das redes disposto a espalhar tanto ódio e repulsa às mulheres. Mais absurdo ainda é as plataformas permitirem que crimes de ódio sejam praticados livremente”, completou Janja.

“Precisamos falar sobre a responsabilização das plataformas. Não podemos permitir que cada vez mais crimes de ódio sejam cometidos contra nós, mulheres, fora e dentro do ambiente online. Não podemos permitir que as plataformas sigam lucrando em cima do ódio, coisa que tenho certeza que aconteceu no caso da invasão do meu perfil. Um hora e meia de monetização para o X”, finalizou. BNews