Crédito: VICTOR FERREIRA / ECV

Ao erguer a taça de campeão da Série B do Brasileiro, o presidente do Vitória, Fábio Mota, informou que manteria a base do atual elenco rubro-negro para a próxima temporada e de fato conseguirá concretizar a promessa. Com as renovações de Osvaldo, Zeca, Camutanga e Léo Gamalho acertadas, nove titulares estão garantidos na Toca do Leão em 2024.

Lucas Arcanjo, Wagner Leonardo, Dudu, Matheusinho e Yuri Castilho já tinham vínculos mais duradouros firmados anteriormente. A lateral esquerda e a posição de segundo volante são as únicas brechas entre os titulares, mas a diretoria rubro-negra também tenta renovar com Rodrigo Andrade e Edson Lucas.

Este último é o único entre os citados que não dá para ser considerado titular absoluto do Vitória na Série B, mas chamou a atenção na reta final da competição, quando se tornou titular. Uma lesão, no entanto, fez ele desfalcar o time nos jogos derradeiros.

“Esse ano a gente tem uma boa base. Se você analisar os times nordestinos, nós só perdemos um jogo, que foi para o CRB. O resto ganhamos todos, o que mostrou que temos uma boa base, diferentemente do ano passado, em que tivemos que desmanchar o time para fazer outro. Essa base vai ser mantida. Vamos fazer contratações pontuais, evidente, para o Campeonato Baiano, para a Copa do Nordeste. Série A pra gente começa em abril”, afirmou Fábio Mota ao CORREIO, após o penúltimo jogo do Vitória na Série B.

Dos 34 jogadores do elenco deste ano, 15 têm contrato com o clube pelo menos até o próximo ano, o que equivale a 44% do grupo. A defesa e o ataque são os setores mais encorpados. A maior baixa está no meio-campo.

Um dos principais destaques do Vitória na Série B do Brasileiro e dono da camisa 1 rubro-negra, o prata da casa Lucas Arcanjo tem vínculo até o final de 2026. Já Thiago Rodrigues e Dalton, que entraram em campo apenas uma vez na divisão de acesso, têm os contratos encerrados este mês.

Dono da faixa de capitão, Zeca acertou a renovação de contrato até dezembro de 2024 e é peça garantida na lateral direita. Já o reserva imediato dele, Railan, e o lateral esquerdo Marcelo, só têm vínculo até este mês e não devem permanecer na Toca.

Os papéis de Edson Lucas também se encerram em novembro, mas preveem opção de compra e a diretoria rubro-negra já sinalizou que pretende exercer o direito. Em recuperação de lesão, Felipe Vieira permanece e, de acordo com o clube, o prazo da extensão do vínculo ainda está sendo definido junto ao procurador do atleta.

Liberado pelo departamento médico e com apenas quatro jogos em 2023, entre janeiro e fevereiro, Vicente se despede do Vitória este mês, assim como Felippe Borges, que foi contratado em setembro, mas sequer entrou em campo.

A dupla de zaga titular está confirmada no elenco do ano que vem. Wagner Leonardo chamou a atenção, teve 50% dos direitos econômicos adquiridos pelo Vitória ao longo do campeonato e o novo vínculo é até dezembro de 2025. Parceiro dele na proteção das traves, Camutanga acertou a renovação do contrato até o final de 2024.

Primeira opção entre os zagueiros no banco de reservas, João Victor está garantido na Toca até dezembro de 2025. Já o acerto do Vitória com Yan Souto é somente até o mês que vem e ele não deve seguir no clube.

Dos jogadores de meio-campo, os únicos titulares com contrato válido para a próxima temporada são o volante Dudu e o meia-atacante Matheusinho. Ambos têm presença assegurada na Toca até 2026. A diretoria rubro-negra tenta a renovação com o volante Rodrigo Andrade.

Pouco aproveitados pelo técnico Léo Condé, os volantes Marco Antônio e Dionísio também ficam pelo menos até dezembro de 2024. Este último passou toda a atual temporada se recuperando de uma lesão no joelho e só voltou aos gramados durante a partida contra a Chapecoense, na última rodada da Série B.

Os volantes Matheus Trindade, Jhonny Lucas, Léo Gomes e Gegê, bem como os meias Giovanni Augusto e Thiago Lopes têm contrato até o fim desse ano e não devem renovar.

Cinco dos oito atacantes do elenco vestirão vermelho e preto na próxima temporada. A diretoria acertou a renovação com Léo Gamalho e Osvaldo, artilheiro e vice-artilheiro do time na Série B, respectivamente. Zé Hugo e Mateus Gonçalves já tinham contrato até dezembro de 2024 e o de Iury Castilho é até julho de 2025. Do setor ofensivo, apenas Wellington Nem, Welder e Pablo Diogo já se despediram do clube.

Confira a seguir quando se encerra o contrato de cada jogador do elenco de 2023 do Vitória:

GOLEIROS (4) – 1 segue em 2024

Lucas Arcanjo: dezembro de 2026

Thiago Rodrigues: novembro de 2023

Dalton: novembro de 2023

Yuri Sena: dezembro de 2025

LATERAIS (7) – 2 permanecem em 2024

Zeca: dezembro de 2024 (renovado)

Railan: novembro de 2023

Edson Lucas: novembro de 2023 (com opção de compra)

Marcelo: novembro de 2023

Vicente: novembro de 2023

Felipe Vieira: dezembro de 2023 (será prorrogado)

Felippe Borges: novembro de 2023

ZAGUEIROS (4) – 3 seguem em 2024

Wagner Leonardo: dezembro de 2025

Camutanga: dezembro de 2024 (renovado)

João Victor: dezembro de 2025

Yan Souto: dezembro de 2023

VOLANTES (8) – 3 têm permanência assegurada em 2024

Rodrigo Andrade: dezembro de 2023

Dudu: dezembro de 2026

Matheus Trindade: novembro de 2023

Marco Antônio: dezembro de 2024

Dionísio: dezembro de 2024

Gegê: novembro de 2023

Léo Gomes: novembro de 2023

Jhonny Lucas: dezembro de 2023

MEIAS (3) – 1 permanece em 2024

Giovanni Augusto: novembro de 2023

Thiago Lopes: novembro de 2023

Matheusinho: abril de 2026

ATACANTES (8) – 5 seguem em 2024

Osvaldo: dezembro de 2024 (renovado)

Zé Hugo: dezembro de 2024

Wellington Nem: novembro de 2023

Mateus Gonçalves: dezembro de 2024

Pablo Diogo: novembro de 2023

Welder: novembro de 2023

Iury Castilho: julho de 2025

Léo Gamalho: dezembro de 2024 (renovado) Correio da Bahia