“Eu espero que até o final do mês possa chegar a um consenso em relação a questão interpretativa dessa lei e que as alterações sejam feitas para que a população não seja penalizada. Precisamos entender que o país está em crise. O governo federal está com sérias dificuldades, inclusive na questão da previdência social. Há um índice de desemprego na nossa cidade é alarmante. Quando foi aprovado o aumento em 2017 de 40%, inclusive na época eu votei contra, tendo em vista esse texto para os exercícios subsequentes, acho eu que foi um aumento satisfatório. Precisamos de um entendimento perfeito para não penalizar a população de Santo Antônio de Jesus neste momento. Não mudo nenhuma vírgula na minha interpretação. Acredito que estou correto na interpretação. Iremos buscar um diálogo para a aprovação desta matéria”, disse Délcio.

VEJA A ENTREVISTA COMPLETA COM O VEREADOR DÉLCIO MASCARENHAS