Um homem foi preso na segunda-feira (8) em Salvador, acusado de financiar os atos antidemocráticos contra a sede dos Três Poderes em Brasília, no dia 08 de janeiro de 2023. A prisão é aconteceu durante a 23ª fase da Operação Lesa Pátria, que tem como objetivo identificar pessoas que fomentaram os ataques ocorridos há exatamente um ano.

Segundo informações da TV Globo, o suspeito preso se chama Wagner Ferreira Filho. Ele teria pagado R$ 24 mil para fretar um ônibus de manifestantes até Brasília. O material genético dele foi encontrado no Salão Negro do Congresso Nacional. Wagner foi detido e levado à superintendência da PF, em Salvador. Não há informações sobre os alvos dos mandados de busca e apreensão.

Além do mandado de prisão, a Polícia Federal cumpriu mais 46 mandados de busca e apreensão nos estados do Rio Grande do Sul, Bahia, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Rondônia, São Paulo, Tocantins, Santa Catarina e Distrito Federal. Na Bahia, foram cumpridos outros 2 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Salvador e Barreiras.

A investigação apura os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido. Segundo a Polícia Federal, foi determinada a indisponibilidade de bens, ativos e valores dos investigados. Os valores dos danos ao patrimônio causados durante os atos do dia 08 de janeiro podem chegar até R$ 40 milhões. Correio da Bahia