BNews

O deputado federal Otto Alencar Filho (PSD) considera natural que, neste momento, todos os partidos da base do governador Jerônimo Rodrigues (PT) lancem nomes para a corrida visando a Prefeitura de Salvador em 2024. Nesta semana, o diretório municipal petista na capital apresentou três quadros para a disputa e ressaltou que o partido defende a tese da candidatura própria, o que motivou críticas do ex-ministro Geddel Vieira Lima, cacique do MDB.

“Eu acho viável que neste primeiro momento todos os partidos da base lancem suas candidaturas para que todos trabalhem e, lá na frente, a gente avalia quem está melhor, quem tem mais condições de ganhar. O fato de se ter uma pré-candidatura não quer dizer que isso vá até o final”, afirmou Otto Alencar Filho a este Política Livre.

“Acho louvável que PSD, PT, PV, PCdoB apresentem seus nomes, lancem seus candidatos. Lá na frente vamos parar e analisar quem tem mais condições de unir o grupo em torno do nosso projeto e também de vencer a eleição”, acrescentou o parlamentar.

O PSD trabalha com o nome do deputado federal Antonio Brito como pré-candidato à Prefeitura da capital. Entretanto, o nome que melhor pontuou no recente levantamento sobre a sucessão em Salvador do Instituto Paraná Pesquisas foi a deputada federal Lídice da Mata (PSB), que ficou atrás apenas do prefeito Bruno Reis (União). “Não me preocupo com pesquisa feita agora. Tem mais de um ano para a eleição”, ponderou Otto.

O deputado disse ainda que o PSD não está preocupado apenas como Salvador, mas também com o interior. O partido é o que tem o maior número de prefeitos na Bahia. Ele afirmou, inclusive, que a legenda está aberta a receber gestores municipais de mandato antes do pleito eleitoral. “No interior a gente avalia caso a caso, porque existem muitas nuances”, concluiu. Política Livre