Foto: PL/Divulgação

Senadores e deputados bolsonaristas ameaçam deixar o Partido Liberal (PL) em caso de aliança da sigla com o Partido dos Trabalhadores em algumas cidades nas eleições municipais de 2024. De acordo com a coluna Paulo Cappelli, para dirigentes do PL, a rivalidade nacional entre as legendas de Bolsonaro e Lula ganha um peso menor em pleitos municipais. Entre os parlamentares descontentes com uma possível união está o senador Magno Malto. “Se o PL entrar no PT, tem que fazer a entrada pela porta do fundo, porque nós, conservadores e patriotas, sairemos pela porta da frente”, disse Malto. Anteriormente, o deputado Marco Feliciano chegou a fazer críticas ao apoio de parlamentares do PL a votação de interesses do atual mandatário. “Precisamos de uma vez por toda saber o que, como partido, somos! Fica confuso ter que olhar orientação de partido e oposição!! PL é ou não oposição? Não se vence a maioria? A maioria não é oposição? Por que orientação diferente?”, cravou Feliciano. Bahia.Ba