Os estudantes selecionados para segundo semestre do Partiu Estágio, programa do governo da Bahia, estão sendo convocados para apresentar documentos ocupar as vagas disponibilizadas. A convocação foi divulgada nesta última quarta-feira (1º) e o período para apresentação da documentação é entre 10 e 23 de dezembro.

De acordo com o governo da Bahia, 215 universitários, que se inscreveram no edital 02/2021, estão sendo chamados. A lista completa dos convocados está disponível no site da Secretaria de Administração do Estado.

O grupo é composto por estudantes de 28 graduações diferentes, que irão atuar em 37 municípios baianos. A convocação será informada por e-mail e SMS, dados informados no ato da inscrição no programa. Os convocados que não manifestarem interesse dentro de prazo estabelecido, devem perder a vaga. O estágio terá duração de um ano.

Documentação necessária:

  • Comprovante de residência
  • Original e cópia da Carteira de Identidade
  • Original e cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF
  • Original e cópia de Carteira de Identidade do representante legal, ou do Termo de Guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso
  • Declaração da Instituição de Ensino informando semestre letivo, duração do curso, percentual cursado, turno de estudo, curso de formação e sua modalidade presencial (Anexo II do Edital)
  • Comprovante de matrícula e frequência da Instituição de Ensino
  • Declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público
  • Original e cópia do Título de Eleitor, se for o caso
  • Original e cópia do Certificado de Reservista, se for o caso
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS
  • Comprovação de inscrição no CadÚnico, se for o caso
  • Histórico escolar do Ensino Médio ou declaração emitida pela instituição de nível médio, no caso dos candidatos que tenham sido selecionados pelo critério de ter estudado todo o Ensino Médio em Escola Pública ou como Bolsista integral
  • No caso de pessoas portadoras de deficiência, deverá ser apresentado um Relatório Médico comprovando a deficiência G1