Começou na segunda-feira (19), o prazo para que 2.616 estudantes selecionados no programa ‘Partiu Estágio’, do governo estadual, entreguem a documentação exigida junto aos órgãos onde vão estagiar. O prazo para a entrega é até 17 de maio. O programa ‘Partiu Estágio’ oferece, anualmente, vagas para universitários regularmente matriculados em instituições de ensino superior estaduais, federais e privados, com sede/pólo na Bahia, e que cursem graduação nas modalidades presencial ou EAD.

Os estudantes selecionados no edital deste ano devem comparecer ao órgão onde irão estagiar, dentro do prazo estipulado. Caso entreguem documentação incompleta ou se apresentem após o dia 17 de maio, perderão a vaga automaticamente. Em caso de dúvida é possível consultar o edital do programa no site institucional da Secretaria da Administração (Saeb) ou pelo e-mail [email protected]

Este ano foram selecionados 2.616 estudantes para o programa. Eles foram convocados na segunda-feira (12), por meio de mensagem de celular e e-mail, cadastrados na plataforma do programa, no momento da inscrição. O estágio tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação, exceto para os estudantes com algum tipo de deficiência, cujos contratos podem ser renovados.

A carga horária é de 20 horas semanais, composta por atividades supervisionadas, distribuídas de acordo com a necessidade da administração pública. Além da bolsa-estágio, os universitários têm direito a auxílio-transporte e 30 dias de recesso remunerado, proporcionais. As inscrições para o programa terminaram no dia 26 de março, com mais de 20 mil submissões. Ao todo, o programa ofereceu vagas em 63 unidades (secretarias, empresas públicas e autarquias da administração estadual), sediadas em Salvador e 116 municípios baianos.

Lista de documentos

  • Comprovante de residência
  • Original e cópia da Carteira de Identidade
  • Original e cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF
  • Original e cópia de Carteira de Identidade do representante legal, ou do Termo de Guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso
  • Declaração da Instituição de Ensino informando semestre letivo, duração do curso, percentual cursado, turno de estudo, curso de formação e sua modalidade presencial (Anexo II do Edital)
  • Comprovante de matrícula e frequência da Instituição de Ensino
  • Declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público
  • Original e cópia do Título de Eleitor, se for o caso
  • Original e cópia do Certificado de Reservista, se for o caso
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS
  • Comprovação de inscrição no CadÚnico, se for o caso
  • Histórico escolar do Ensino Médio ou declaração emitida pela instituição de nível médio, no caso dos candidatos que tenham sido selecionados pelo critério de ter estudado todo o Ensino Médio em Escola Pública ou como Bolsista integral
  • No caso de pessoas portadoras de deficiência, deverá ser apresentado um Relatório Médico comprovando a deficiência G1