Foto: Marcos Oliveira/ Agência Senado

A Polícia Federal (PF) pediu à CPMI das Fake News acesso a todas as informações da investigação sobre grupos organizados para ataques nas redes sociais e disseminação de desinformação. A medida ocorre após o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) prestar depoimento à corporação e entregar um material que ligaria o também deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ao esquema de divulgação de fake news. Com isso, segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a PF quer confirmar o vínculo dos IPs com Eduardo. Em seguida, os investigadores pretendem buscar o conteúdo administrado por esses computadores, a fim de checar se os ataques contra opositores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) partiram dessas máquinas.