Pocah voltou a tocar em um período delicado da sua vida, a época em que sofreu violência doméstica do ex-parceiro. Em suas redes sociais a funkeira comentou o caso de Mirela Janis, que recentemente anunciou o fim do seu relacionamento com Yugnir Ângelo. O assunto envolvendo a ex-Power Couple ganhou espaço na mídia após uma visita da influenciadora digital a uma igreja, na qual ela diz ter recebido um conselho de um líder evangélico pedindo para que ela perdoasse. A ex-BBB contou que já passou pela mesma situação e foi aconselhada por um pastor a perdoar as traições do ex-namorado e os episódios de agressão. “Já ouvi esse conselho, segui e quase perdi a minha vida. Não recomendo. Quando contei pra um pastor que eu estava sendo traída e vendo violentada, ele também disse para eu perdoar, mas complementou: ‘quando digo perdoar não significa que vocês precisam ficar juntos. perdoo porque merece paz”. No começo de agosto, Pocah falou sobre as agressões que sofreu na reta final de sua gravidez e disse que não recebeu apoio dos vizinhos no momento da denúncia. “Eu vivia num quintal onde moravam muitas pessoas. Elas me viram ser arrastada pelo cabelo no chão, tomei cuspida na cara e tudo por descobrir traição. Por eu tentar ir embora, eu sofria essas coisas. Essas pessoas viam tudo e quando ele colocou o dedo na minha cara e quase me cegou, meu olho sangrava muito”.