ssp

O número de ocorrências policiais de racismo teve um aumento de 77,7% no primeiro semestre de 2023, em comparação ao mesmo período do ano passado na Bahia. As informações foram passadas ao Portal A TARDE pela Polícia Civil. De acordo com o levantamento, de 1ª de janeiro a 30 de junho de 2022, foram registrados 148 casos. Já neste ano, foram contabilizados 263 ocorrências. Entre os crimes relacionados a discriminação de cor, raça, etnia, religião e afins, o racismo foi o mais registrado. Em um recorte geral, esses tipos de ocorrências tiveram um aumento de 36,8%, subindo de 505 para 691 casos, de janeiro a junho dos dois anos comparados. Já de 1º de janeiro a 30 de outubro de 2023, este número é de 1.186. Já a injúria racial, que foi alterada (de um a três anos para de dois a cinco anos de reclusão) no início deste ano após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionar a Lei 14.532/2023, tem dois recortes, um antes e um depois da mudança, sendo os crimes que mais aparecem. Somados, são 569 casos. A Tarde